Sobre Itapeva

cidade de Itapeva

Itapeva surgiu no início do século XVIII como um bairro rural do município de Sorocaba. Localizado na Vila Velha, bairro hoje pertencente ao vizinho município de Taquarivai, o povoamento da Vila de Facchina teve início com a instalação de um pouso de tropeiros. Oficialmente, em 1769 o município foi fundado por Antônio Furquim Pedroso.

Segundo estudo publicado pelo comendador Jandir Abreu Gonzaga, as primeiras ações pela fundação do novo município teve início em 10 de junho de 1766, quando Dom Luiz de Souza, convocou interessados em povoar a paragem de Faxina, determinando que se apresentassem a Antonio Furquim Pedroso. “Em documento datado de 10 de março de 1767, Furquim Pedroso envia a Dom Luiz reclamação que está muito difícil penoso o trabalho de cuidar somente com sua pessoa, pedindo, assim, mais auxiliares, como cabos para auxiliarem em seu trabalho”, conta o comendador.

Nesse período, constatava-se na região a agricultura de subsistência, mas aos poucos, novas famílias foram se instando na Vila, o que impulsionou o desenvolvimento de várias atividades de abastecimento e promoveu uma maior concentração populacional.
No século XIX, teve destaque a produção de algodão e batata, além da criação de muares. Já neste período a cidade se apresenta como um pólo regional, já que sua extensão abriga bairros, ou freguesias, que só mais tarde foram desmembradas.
A comunidade passou a se chamar Itapeva da Faxina até 1910 e Faxina até 1938. A partir daí, Itapeva – que significa pedra chata em tupi guarani, tornou-se a denominação oficial da cidade.

Já no século XX, em décadas de 30 e 40, Itapeva tornou-se uma importante produtora de trigo, o que lhe conferiu status de “capital da triticultura”. Também neste período, a cidade começa a perder a característica essencialmente agrária e o comércio urbano passa a se acentuar, assumindo as duas vocações econômicas daquele momento: agricultura e comércio. No mesmo percurso, Itapeva passou a receber imigrantes japoneses, árabes, italianos, alemães, que passaram a conferir à cidade um aspecto novo, com uma concentração mais significativa, que assistiu os primeiros movimentos industriais e tecnológicos do município.

Na década de 60, tornou-se a “capital dos minérios”, em 1970 tiveram início as atividades de reflorestamento e na década de 80 destaca-se a intensa produção de feijão que, na década seguinte é em partes substituída pela produção de soja e milho. No início deste século, a Cidade de Itapeva passa a ser conhecida como uma das maiores produtoras de milho.

Atualmente Itapeva ocupa uma área de 188 km² e conta com uma população aproximada em 90 mil habitantes. O trabalho das pessoas, as ações públicas e o crescimento econômico e social do município tem permitido a Itapeva constituir-se como um dos pólos comerciais do Sudoeste Paulista, formado por 15 cidades e uma população estimada em 308.552 habitantes.

Turismo

Fazenda Pilão D'Água - Fazenda de relavante valor histórico. Abriga até hoje o Casarão, a Senzala, os muros de pedras e outros vestígios do tempo dos escravos, que os construíram.

Catedral Sant'Ana - Construída a partir de 1785 por 40 escravos numa técnica denominada "taipa" que significa tapar. Em 1968, então a igreja recebeu o título de Catedral. Atualmente conta com espaços harmônicos e obras de relavante valor artístico e histórico.

Memorial ao Tropeiro - O Memorial ao Tropeiro foi construído em homenagem aos tropeiros que por ali passavam, vindos do Rio Grande do Sul, rumo a Sorocaba, onde levavam suas tropas para a comercialização. Itapeva faz parte do circuito dos tropeiros.

Casa da Cultura - A Casa da Cultura, ou Casarão como é chamado, foi construída em 1881 pelos escravos e suas paredes são de taipa. Pertencente ao poder público, abriga hoje a "Casa da Cultura Cícero Marques" onde são realizados vários eventos culturais.

Capela do Carmo - A princípio, a Capela do Carmo era consagrada a Nossa Senhora da Conceição. Foi construída nas proximidades da residência do Vigário José Custódio do Camargo, pela dificuldade de locomoção do mesmo até a Igreja Matriz. Posteriormente passou a demoninar-se Capela de Nossa Senhora do Carmo.

Cachoeiras - O município conta com 45 cachoeiras. Em geral, são cachoeiras com cerca de 2 a 50 metros de altura apropriadas para a prática de rapel e algumas podem ser visitadas mediante a autorização prévia.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra São Paulo criou o Encontra Itapeva.

Fonte: Prefeitura de Itapeva

Blog do Guia da Cidade Itapeva

Receba notícias por e-mail
Cadastre-se e receba notícias de Itapeva por email
 

 

Cidades de São Paulo: Limites - Cidades Vizinhas

Itaí, Itaberá, Itararé, Nova Campina, Ribeirão Branco, Guapiara, Taquarivaí, Buri, Paranapanema e Capão Bonito.

Dados Principais sobre a Cidade de Itapeva

Aniversário: 20 de Setembro
Fundação :
1769
Gentílico:
Itapevense
Área:
188 Km²
População
87.765 hab. (2010)
IDH 0,745 - médio
Prefeitura Itapeva

Brasão de Itapeva
Brasão de Itapeva

Bandeira de Itapeva
Bandeira de Itapeva

Vídeo sobre a cidade de Itapeva
Veja mais vídeos sobre a Cidade de Itapeva

Mapa Itapeva

 

Moradores ilustres de Itapeva

 

   
  Sobre o EncontraItapeva
Fale com EncontraItapeva
Anuncie no EncontraItapeva
Cadastre sua Empresa no EncontraItapeva (grátis)



Termos EncontraItapeva | Privacidade EncontraItapeva


Bandeira de Itapeva